Etapa argentina revela primeiros finalistas ao Freio de Ouro

Estão definidos os oito primeiros classificados ao Freio de Ouro 2014. Depois de três dias de evento nas pistas da La Rural, na capital portenha, a Classificatória Internacional de Buenos Aires encerrou sua programação na noite de sexta-feira, dia 28 de março.

 

A prova final de campo consagrou como os machos Golilla Guasito, Capanegra Mapuche, Mañanero Agelito e RZ Sem Razão da Carapuça e as fêmeas Entrerriana Bayoneta, Golilla Sucarita, Chake Pelusa e Tranqueadora Hasta Luego como os grandes destaques do evento (veja classificação abaixo).

 

Sob o olhar atento dos jurados Alexandre Suñe, Luiz Alberto Martins Bastos e Luiz Martins Bastos Neto, os exemplares que chegaram à competição de Buenos Aires passaram por quatro credenciadoras realizadas de junho do ano passado até fevereiro deste ano: Rosário, La República, Santa Aurélia e Curuzú Cuatiá. O aumento na quantidade e qualidade competitiva dos animais é uma máxima entre os criadores brasileiros que julgaram a prova. “Desde que estive pela primeira vez aqui na Classificatória, o nível das provas cresceu muito em quantidade e qualidade competitiva. São novos ginetes, e a renovação e desenvolvimento são refletidos nas notas obtidas pelos animais. Hoje todos conseguiram chegar aos 18 pontos, provando que o Freio de Ouro veio para ficar. A Argentina está de parabéns”, afirma Luiz Martins Bastos Neto.

 

Além disso, ainda segundo os jurados, os resultados expressivos no desenvolvimento na prova em território argentino se deve muito à profissionalização dos ginetes e da qualificação da mão de obra. “Julgo há bastante tempo aqui em Buenos Aires. São pelo menos oito anos. De lá pra cá, a evolução foi espantosa, algo muito positivo para os dois países. O intercâmbio é muito importante porque estamos falando em troca de conhecimentos e experiências. Com certeza os ginetes argentinos estão no caminho certo”, afirma Luiz Alberto Martins.

 

Quanto à estrutura do evento e presença do público, Alexandre Suñe resume a opinião unânime dos jurados. “A modalidade se estabilizou na Argentina, envolvendo novos ginetes e criadores de expressão. Realizar um evento da raça com o glamour da La Rural, na capital do país, faz com que seja uma honra estarmos aqui acompanhando esta evolução”, pontua o jurado.

 

A prova que classificou os competidores à Esteio também foi a Final Nacional do Freno de Oro Argentino. A próxima classificatória será o Bocal de Ouro, de 16 a 20 de abril, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS)

 

Confira os classificados

 

Fêmeas

 

1º lugar
Entrerriana Bayoneta, filha de Tatuti Mozito e Entrerriana Vinagreta. Expositor Cabaña La Entrerriana SRL.
Ginete: Hugo Noguera
Nota final: 19,329

2º lugar
Golilla Sucarita, filha de Tinajera Ayllanco e Ñandu Dulzura. Expositor: Juan Victor Tranconi.
Ginete: Marcelo Pauwels
Notal final: 18,949

3º lugar
Chake Pelusa, filha de Mañanero Pajarito e Chake Querendona. Expositor: Ricardo Ramón Díaz.
Ginete: Ramón Díaz
Nota final: 18,805

4º lugar
Tranqueadora Hasta Luego, filha de Charque Fantasma e Patron Chico A Raja Cincha. Expositor: Florencio Daniel Casin
Ginete: Horacio Casin
Nota final: 18,230

Machos

1º lugar
Golilla Guasito, filho de Nilahue Guaso e Ñandu Quiniela. Expositor: Juan Victor Tranconi.
Ginete: Marcelo Pauwels
Nota final: 19,559

2º lugar
Capanegra Mapuche, filho de Cincerro de Santa Angélica e Capanegra Alegria. Expositor: Argentina Wagyu Beef S.A.
Ginete: Marcelo Segura
Nota final: 19,047

3º lugar
Mañanero Agelito, filho de Charque Inocencio e Mañanero Angelita. Expositor: Miguens Pablo y otros.
Ginete: Pedro Móglia
Nota final: 18,642

4º lugar
RZ Sem Razão da Carapuça, filho de Bt Lamborguine eTablada Da Nova Era. Expositor: Ricardo Mathó Garat.
Ginete: Juan M. Goldaracena
Nota final: 18,252

Texto: Cássia Amaro/Comunicação ABCCC
Fotos: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

Please reload

Últimos Releases
Please reload