Programação rural leva desenvolvimento para comunidades locais

Uma das principais atrações da Semana Arrozeira de Alegrete, que chega à décima edição e ocorre entre 28 de maio e 3 de junho com o tema "Cadeia Produtiva do Arroz: Entraves e Oportunidades", é a programação promovida pela Associação dos Arrozeiros nas comunidades rurais. Durante o período do evento, quatro localidades do município - Mariano Pinto, Rincão de São Miguel, Conceição e Durasnal - recebem uma intensa programação que envolve produtores, seus colaboradores e suas famílias, além da comunidade da região e comunidade escolar. Será uma semana intensa com um ciclo de palestras técnicas, sobre gestão e meio ambiente.


Uma das iniciativas da Semana Arrozeira é a de levar informações para as comunidades rurais do Alegrete e de outros municípios da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, contribuindo para fomentar o desenvolvimento regional. A maioria destes polos educacionais localizam-se distantes dos grandes centros e, para chegar até a escola, crianças e adolescentes passam por estradas de terra em más condições e, muitas vezes, o ônibus escolar leva até duas horas para chegar ao destino. Em dia de chuva, quando as condições das estradas pioram muito, este tempo pode aumentar. De acordo com a Presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, Fátima Marchezan, esta é a realidade das comunidades rurais de toda a Fronteira Oeste do Estado.


A programação contará com palestras de temas diversos como preservação de nascentes, mecanização agrícola, empreendedorismo, gestão, entre outros. A presidente da entidade salienta que um dos motes da proposta da programação rural é envolver não só os produtores mas seus colaboradores no evento levando conhecimento técnico e sobre qualidade de vida e cuidados com o meio ambiente e a saúde. A dirigente lembra que a ideia também é deixar alguma melhoria na comunidade. "No ano passado, em conjunto com a Unipampa, quando fizemos o reconhecimento de nascentes e dos locais de fornecimento de água para estes Polos, constatamos que todos eles, em maior ou menor grau, estavam contaminados, seja pela passagem dos animais, seja pelo sistema de saneamento ineficiente. Como continuidade deste trabalho vamos levar, junto com o Comitê do Rio Ibicuí, um sistema de saneamento que utiliza plantas nativas", ressalta. 


A programação também tem a grata satisfação de apresentar para a comunidade alegretense a inauguração da exposição "Memorial do Arroz", no Museu de Arte José Pinto Bicca de Medeiros, que ocorrerá de dia 26 de junho, logo após a Missa de Ação de Graças na igreja Matriz. A artista plástica Tina Santos exporá quadros temáticos sobre a cultura arrozeira nas noites de palestras no CTG Aconchego dos Caranchos e também ocorrem também alguns eventos técnicos paralelos, como o Encontro do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag), Segurança de Barragens e Operacionalização do Sistema Integrado de Outorgas (Siot). Mais informações e detalhes das programações podem ser obtidas no site www.semanaarrozeira.com.br.

 

Foto: Flávio Burin/Divulgação

Please reload

Últimos Releases
Please reload