Guatambu, Alvorada e Caty aumentam oferta de fêmeas em leilão

O 45º Remate Guatambu, Alvorada e Caty que ocorre no próximo dia 19 de outubro, em Dom Pedrito (RS), terá entre suas novidades para os compradores um número maior de fêmeas Hereford e Braford sendo vendidas. O horário em que entrarão em pista também é um diferencial. As fêmeas serão ofertadas pela manhã, a partir das 10h, diferentemente dos outros anos em que o leilão tinha o seu início na parte da tarde. A qualificação na oferta de touros com a redução no número de animais ofertados em relação à edição anterior é outro diferencial do remate deste ano. 
 

O proprietário da Estância Guatambu, de Dom Pedrito (RS), Valter Pötter, explica que a redução na oferta dos machos tem o objetivo de apresentar apenas os mais qualificados geneticamente. Já o aumento no número de fêmeas, segundo ele, se deve à maior liquidez que apresentam nas pistas. “Além destas novidades, é importante ressaltar as informações genéticas dos animais que as estâncias colocam à disposição dos compradores. São as DEPs genômicas para resistência a carrapatos e facilidade de parto”, destaca.


Outra novidade é o frete livre no Rio Grande do Sul e também para uma rota até Araçatuba, em São Paulo, para carga fechada, ou seja, quando um comprador adquire vários animais e consegue lotar um caminhão. O leilão deste ano também está inovando ao disponibilizar, ainda nesta semana, o catálogo dos animais que serão ofertados com a filmagem individual dos touros e dos lotes de fêmeas. “O material estará na internet e nas redes sociais e trata-se de um diferencial bastante expressivo em relação ao ano passado”, observa Pötter.


O remate Guatambu, Alvorada e Caty inicia pela manhã, às 10h, com a oferta de 420 fêmeas. À tarde, a partir das 14h, irão à pista 130 touros, com destaque na Prova de Avaliação a Campo (PAC), promovida pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) e a Embrapa, e no programa Touro Jovem, da Conexão Delta G.

Please reload

Últimos Releases
Please reload