Conexão Delta G mantém protagonismo no mercado nacional de touros

Associados da Conexão Delta G ocupam novamente o topo da lista dos 50 maiores vendedores de taurinos do Brasil, realizada anualmente pela Assessoria Agropecuária FF Velloso & Dimas Rocha, AG Leilões, BeefPoint e Brasil com Z. Sete associados da entidade estão entre os 30 primeiros colocados, comercializando juntos 1.801 touros em 2018, o que representa 32% do total de animais vendidos no ranking. 

 

A GAP Genética, de Uruguaiana (RS), conquistou o primeiro lugar pela quarta vez consecutiva. Completam o pódio a Pitangueira, de Itaqui (RS), na segunda colocação, e a Cia Azul Agropecuária, de Uruguaiana (RS), na terceira posição. A Estância Silêncio, de Alegrete (RS), aparece em décimo-primeiro lugar, seguida pela Estância Guatambu, de Dom Pedrito (RS), em décimo-oitavo; Agropecuária Caty, de Santana do Livramento (RS), em vigésimo-quinto; e Wolf Genética, também de Dom Pedrito (RS), em trigésimo.  

 

De acordo com o presidente da Conexão Delta G, Eduardo Eichenberg, esta presença significativa na listagem resulta do modelo adotado pelo programa de melhoramento genético da entidade, que permite atender grandes e numerosos rebanhos. “Quando falamos de Hereford e Braford, cerca de 50% dos registros de nascimentos são de membros da Conexão Delta G. Partimos da premissa de que qualidade vem de quantidade. Desse modo, quanto maior o rebanho, melhores são os resultados, possibilitando-nos fazer uma seleção extremamente criteriosa e ainda ficar com um grande volume de reprodutores geneticamente superiores, o que contribui para a qualificar as raças Hereford e Braford no país”, avalia. 
 

Please reload

Últimos Releases
Please reload