Diferenciais dos produtos bubalinos estão em alta na Expointer

Foi em um dos locais mais movimentados da Expointer que a Associação Sulina dos Criadores de Búfalos (Ascribu) recebeu a imprensa nesta quarta-feira, 28 de agosto. O bar Tantan, que em parceria com a entidade serve exclusivamente carne de búfalo no parque, foi o cenário para a coletiva com clima de boteco. 

 

Os jornalistas bateram um papo descontraído com o presidente da Ascribu, Régis Gonçalves, e provaram a carne, a muçarela e a novidade do ano: a linguiça de búfalo. “Nós temos uma carne vermelha com todos os sabores iguais aos da carne bovina, uma boa carne para churrasco, uma boa carne de panela, mas com a diferença de que possui 40% menos colesterol, 50% menos gordura”, disse Gonçalves. Segundo o dirigente, isto dá ao consumidor a garantia de não perder o prazer de uma boa carne, mas ao mesmo tempo cuidar de sua saúde.

 

Já sobre o búfalo, Gonçalves destacou a rusticidade animal, com capacidade de alimentação de desdobramento de fibras mais longas e grossas, ou seja, aqueles pastos de melhor qualidade. Ele disse ainda que bubalinos são mais resistentes aos carrapatos. “Mesmo em áreas muito infectadas, no primeiro ano é preciso um manejo maior, mas a partir do segundo e terceiro ano do animal, reduz bastante a infestação nestas áreas, passando, inclusive a não ser mais necessário medicamento para controle de ectoparasitas”, explicou. A carne fica livre de produtos organoclorados e organofosforados.

 

A Ascribu informou que o rebanho de búfalos é muito pequeno em comparação com o bovino. No Estado, são 12 milhões de bovinos e apenas 70 mil de búfalos. Por ano, são abatidos 20 mil búfalos por ano, o que corresponde a meio por cento dos abates de bovinos. Ao todo no Brasil já são 2 milhões de cabeças de búfalos. A produção gaúcha é especialmente para corte. “Aqui temos dois produtores que possuem tambo, responsáveis pela produção de 9 mil litros de leite por semana e processamento de muçarela, queijo em barra e queijo coalho. São integrantes da Cooperbúfalo, que é o braço comercial da Ascribu”, explicou o presidente. Ele disse ainda que toda a venda ainda se concentra em Porto Alegre e região metropolitana, chegando em algumas cidades pólo no interior.

Please reload

Últimos Releases
Please reload