• AgroEffective

Mercado de terneiros tem tendência de alta para a temporada de outono


A temporada de outono no Rio Grande do Sul deve ter uma valorização no preço do quilo vivo do terneiro em relação ao ano passado. Segundo dados do Sindicato dos Leiloeiros Rurais do Estado (Sindiler-RS), o valor dos animais vendidos em remates fechou com uma média de R$ 4,31 em 2013.

A avaliação é do leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, que estima uma alta de pelo menos 20% nos preços para a temporada. Um dos motivos, de acordo com Silva, está na redução do rebanho no campo e a aposta que os produtores estão fazendo no plantio de grãos, especialmente a soja. "Tivemos muitos abates de fêmeas no período e há uma redução da oferta. Quem apostou na continuidade da criação vai poder aproveitar esta valorização", analisa.

A tendência é de uma valorização que possa ficar entre R$ 5,00 e R$ 6,00 o quilo. O Rio Grande do Sul deve seguir o ritmo de alta que já é verificado no Paraná onde os leilões de bovinos já registram preços de até R$ 5,81 o quilo vivo.

As exportações de gado em pé, principalmente para o Oriente Médio também são fator de valorização. No ano passado, segundo dados da Scot Consultoria, o volume de embarques no país foi de 465,3 mil cabeças, alta de 3,9% em relação à 2012. O Rio Grande do Sul foi responsável por 2,4% das exportações, sendo o restante somente do Pará.

#terneiros #outono #pecuária #valorização #trajanosilvaremates