• AgroEffective

Criadores começam a preparar ofertas da temporada de primavera


Após as atenções voltadas para a Expointer, o foco dos criadores agora está na temporada de primavera da pecuária gaúcha. Promotores de leilões já preparam a oferta que será levada à pista a partir do final de setembro e a expectativa é que mais uma vez o período seja de boas vendas.

Dois dos principais remates da temporada que dão a largada na comercialização também servem de balizadores para o restante dos eventos. No dia 26 de setembro, o Grupo Selo Racial, composto pelas cabanhas Cia. Azul, Corticeira, Rincon Del Sarandy e Tradição Azul, com o Condomínio Rural Weiler como convidado, realiza em Quaraí (RS) seu leilão a partir das 10h na sede da Cabanha Azul. No dia 28 de setembro é a vez da GAP Genética realizar suas vendas a partir das 10h na sede em Uruguaiana (RS).

Conforme o diretor comercial da Cia. Azul, Reynaldo Salvador, a oferta do Selo Racial será composta por 500 reprodutores, sendo 250 touros 250 ventres. A expectativa é positiva para a temporada, tendo em vista os movimentos de mercado. "Estamos enxergando uma perspectiva muito boa para a primavera, principalmente em função da valorização do boi gordo que hoje está em R$ 4,50 e deve chegar até o final do ano em R$ 5,00 o quilo vivo. Além disso, temos a abertura do mercado externo para a Rússia que deve favorecer muito a procura de animais que produzimos", observa.

A novidade é que o leilão Reserva Especial, que tradicionalmente ocorria durante a Expointer, será agregado ao grande evento do final de setembro. Salvador explica que o motivo é a maior comodidade para os compradores. "O objetivo é favorecer nossos compradores que precisavam se deslocar para dois eventos diferentes em regiões diferentes e agora eles têm a oportunidade de no mesmo local adquirir os nossos produtos como um todo", salienta.

O diretor comercial da GAP, João Paulo Schneider, avalia que, por ser um dos remates que inicia a temporada, traz uma responsabilidade grande de representar o setor. "A gente considera a nossa safra. Assim como o agricultor tem a colheita em momentos pontuais durante o ano, a temporada de primavera, não só no leilão, mas como o negócio como um todo, é o nosso momento. O leilão é uma espécie de termômetro. Muitos aguardam o que vai acontecer neste dia", afirma.

Segundo Schneider, serão levados mais de 600 animais para a pista. Acredita que a liquidez será o principal dentro do evento. "Na parte dos bovinos não achamos importante ter médias altas ou bater recordes, achamos importante vender tudo. O nosso produto é direcionado a preencher necessidades de sistemas de produção de gado de corte. É esse o tipo de animal que a gente produz", reforça.

Pelo segundo ano consecutivo a GAP realizará o leilão de equinos junto com o de bovinos. O espaço para a venda de cavalos Crioulos ganhará mais meia hora. O grande destaque da oferta será a venda de Hornada Simpatia, doadora de embriões e mãe de Pampa de São Pedro, Freio de Ouro em 2010 e Freio da FICCC em 2012. o diretor comercial da GAP afirma que no ano passado a estratégia foi bem aceita. "Esperamos que ocorra o mesmo de 2013, quando houve uma sinergia entre as duas ofertas porque clientes tradicionais do cavalo olharam também a nossa genética de touros e vice-versa", completa Schneider.

Para o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, a qualidade das ofertas da temporada darão o tom das vendas. Acredita que os demais eventos deverão seguir o ritmo dos leilões iniciais. "São os leilões que dão o parâmetro da primavera para o que virá na sequência no que se diz da comercialização de bovinos", analisa.

Fotos: Trajano Silva Remates/Divulgação

#primavera #pecuária #leilão #remate #trajanosilvaremates #seloracial #gap

RELEASES

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • SoundCloud - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco