• AgroEffective/Federarroz

Rio Grande do Sul tem potencial para produção de etanol a partir do arroz


As oportunidades do arroz na geração de energia foram apresentadas na tarde desta sexta-feira, dia 6 de fevereiro, durante a 25ª edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz, que ocorre no Parque de Exposições do Sindicato Rural de Tapes (RS). As palestras fizeram parte do colóquio O Arroz no Contexto da Química Verde, que encerrou a parte de debates do evento. Na primeira apresentação, o melhorista do Instituto Riograndense do Arroz (Irga), Sérgio Gindri, falou sobre a logística e o aproveitamento da palha de arroz. Conforme o especialista, a estimativa é que o Rio Grande do Sul produza cerca de 3,7 milhões de toneladas de palha e 4,2 milhões de toneladas de casca que sobram nas lavouras de arroz. "Toda esta palha que fica passa a ser um problema de manejo e muitas vezes o produtor precisa se livrar desta palha para implantar a próxima lavoura", salienta. Entretanto, Gindri afirma que, apesar do potencial do Rio Grande do Sul na produção de etanol a partir da utilização destes produtos do arroz, ainda não existem projetos de industrialização desta matéria-prima para a elaboração do combustível. A pesquisadora da Embrapa, Juliana Lemões, apresentou ao público os a composição das matérias-primas para a produção de etanol de segunda geração. Mostrou também os processos industriais, principalmente das biorrefinarias. No Brasil se produz especialmente o combustível por meio da cana-de-açúcar. No mundo o único exemplo vindo do arroz é da Itália, que produz 60 milhões de litros de etanol de segunda geração. Sobre a potencialidade, informou que a palha de Arroz tem 65,5% de carbohidratos que podem ser utilizados para a produção de etanol. Considerando as variedades que são utilizadas com destinação para a formulação do combustível, há uma possibilidade de se produzir 6,76 mil litros por hectare. "Esta é uma estimativa do potencial teórico que temos sobre a produção nas lavouras", explica. Durante as palestras foi apresentada pela Embrapa Clima Temperado a nova cultivar BRS AG Gigante, especial para produção de álcool e alimentação animal. Com o tema "Cesta Básica Garantida com Renda no Campo Comprometida", a 25ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz se encerra neste sábado, dia 7 de fevereiro. O evento é organizado pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) com a parceria da Associação de Arrozeiros de Tapes. Fotos: Flávio Burin/Federarroz/Divulgação

#etanol #arroz #federarroz #abertura #colheita #palha #tapes #sérgiogindri #julianalemões

RELEASES

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • SoundCloud - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco