top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Abertura Oficial da Colheita do Arroz é anunciada na Expointer com foco na gestão da propriedade


Com o tema “Gestão Potencializando Safras”, a Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), juntamente com o Senar RS e a Embrapa, correalizadores do evento, e o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), na qualidade de apoiador, lançou nesta segunda-feira, 28 de agosto, na Expointer, a 34ª edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas. O evento será realizado entre os dias 21 e 23 de fevereiro de 2024, na Estação Terras Baixas da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS). Representantes de lideranças do setor e de instituições, como Farsul e Fetag, além de parlamentares estaduais e federais e o secretário da Agricultura, Giovani Feltes, estiveram presentes no ato ocorrido no auditório do Senar-RS, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), e que contou também com a participação de parlamentares e produtores.


O presidente da Federarroz, Alexandre Velho, afirmou em seu discurso que o evento pretende evidenciar a importância da gestão eficiente em todas as áreas da propriedade. Reforçou que o Rio Grande do Sul é o maior produtor de arroz do país, com mais de 70% do volume nacional e lidera a busca por soluções comerciais e de produtividade. Segundo o dirigente, o aprimoramento da gestão nas propriedades permite que o rizicultor enfrente o custo de produção, um dos principais desafios da cadeia do arroz. "Além de aprimorar a gestão, as propriedades seguem tendo que aprofundar as técnicas de diversificação de culturas, tanto para o manejo agronômico quanto para a garantia de rentabilidade em diferentes cenários. “Com a produção de grãos, somos um dos responsáveis pela manutenção da segurança alimentar no Brasil. Seguiremos no protagonismo”, destacou Velho.


O presidente da Farsul, Gedeão Pereira, por sua vez, reforçou a centralidade da diversificação das culturas para garantir a rentabilidade do produtor, colocando que isso estimula o crescimento do Estado e do país. Para o secretário de Agricultura do Estado, Giovani Feltes, a união entre os produtores e os órgãos governamentais e privados de pesquisa é capaz de encontrar as soluções para os desafios apresentados pela gestão das propriedades. Já o superintendente do Senar-RS, Eduardo Condorelli, disse que grande parte dos alimentos que vão para a mesa dos brasileiros passa por debates em eventos como a Colheita do Arroz.


A programação vai contar com palestras, debates, feira, vitrines tecnológicas, homenagens e o Ato da Abertura Oficial da Colheita do Arroz. O evento é uma realização da Federarroz e correalização da Embrapa e do Senar e o apoio do Irga.

Comments


bottom of page