top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Agrovino espera número expressivo de animais e alta comercialização


Faltando menos de 30 dias para o início, as expectativas para a realização da Agrovino são as mais positivas possíveis segundo a organização do evento, que chega a sua 16ª edição. A feira de verão, que ocorre de 9 a 13 de janeiro de 2024, em Bagé (RS), tem a organização da Associação Bageense de Criadores de Ovinos (Abaco) e da Associação e Sindicato Rural do município.


Conforme o presidente da Abaco, Gustavo Velloso, a procura do público, em especial, nos leilões para a comercialização, é grande. "Temos cinco leilões já com muita procura, muita gente interessada nos animais que virão. Isso só nos deixa confortável em relação à parte de comercialização e vai fixando a Agrovino como uma grande praça de comercialização de ovinos", destaca.


O dirigente reforça também que criadores de outros Estados brasileiros devem estar presentes no evento, além de jurados argentinos e uruguaios. "Já temos algumas confirmações de criadores do Paraná que estão vindo para Bagé, além de Santa Catarina e daqui do Rio Grande do Sul. São pessoas de diversos lugares do Estado e ovinos de diferentes raças. Temos presidentes das associações já confirmando presença de animais e aumento do número de exemplares das suas raças. Acredito que vamos ter uma participação maior do que no ano passado de animais nos julgamentos", observa.


O evento realizado em Bagé, já consolidado no calendário da ovinocultura, contará também com a exposição nacional da raça Poll Dorset, além da exposição estadual do lle de France. Na programação intensa, terão julgamentos, artesanato, palestras e painéis técnicos, concurso de assado, concurso de culinária e remates. Destaque para os leilões Liquidação Estância Santa Cecília - Corriedale, Quatro Amigos e Deleboca - lle de France, Pampa Texel, Rematão Agrovino e o Remate de Carneiros e Ventres participantes da Exposição.


Foto: Gabriel Becco/Divulgação

Comments


bottom of page