top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Carne de búfalo foi atração em festival binacional de gastronomia


Uma carcaça inteira de búfalo assada foi uma das principais atrações do projeto cultural e gastronômico A Ferro e Fogo, durante o 7º Festival Binacional de Enogastronomia, no último sábado dia 30 de julho, na fronteira de Sant’Ana do Livramento, no Brasil, com Rivera, no Uruguai. Com iniciativa da Associação Sulina de Criadores de Búfalos (Ascribu) em parceria com a Agropecuária Búfalas do Pampa e a Estância Guará, de Rosário do Sul, a estação no evento, comandada pelos chefs Marcelo Bolinha e Marcio Avila, chamou a atenção do público presente.


Segundo o conselheiro da Ascribu, João Ghaspar de Almeida, o evento foi surpreendente, primeiro pelo público, que chegou a 2 mil pessoas, em um dia agradável e que comemorou também os 199 anos de Sant’Ana do Livramento. A ilha dos búfalos atraiu grande público. “Era uma novilha de campo, bem preparada, e que estava uma delícia. Os chefs ligaram o fogo às 4 da manhã e foi servida ao meio dia. A carne de búfalo precisa ser conhecida, e esse foi o objetivo que foi atingido, tivemos muitos curiosos que aproveitaram e conheceram a carne de búfalo”, destacou, lembrando que entre estes curiosos esteve o vice-presidente da República, Hamilton Mourão.


A carne de búfalo apresenta características nutricionais superiores a dos bovinos, com 40% menos colesterol, 55% menos calorias, 11% mais proteínas e 10% mais sais minerais. Na criação, a espécie requer menos insumos, principalmente medicamentos, pois é um animal que apresenta uma rusticidade maior em relação à verminose e dificilmente pega carrapatos.


O projeto cultural e gastronômico A Ferro e Fogo é organizado pelo chef Marcos Livi e ocorreu durante o 7º Festival Binacional de Enogastronomia, reunindo 20 assadores uruguaios e 20 brasileiros, em torno do fogo. Outras ações devem ser realizadas nos próximos meses como forma de promover a carne de búfalo.

Comentários


bottom of page