top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Ciclo do Crescimento apresenta estratégias para negócios dos produtores

A manhã desta quinta-feira, 20 de junho, na Nacional Hereford e Braford, foi marcada por um seminário com o debate de diversos temas de interesse do produtor no auditório da Associação e Sindicato Rural de Bagé (RS). Organizado pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), o Ciclo do Crescimento trouxe especialistas para apresentar cenários e tendências de assuntos aos criadores.


A primeira palestra da manhã foi feita pelo CEO do Grupo Affectum Agro, Ricardo Paz Gonçalves, que apresentou o tema “Rally da Reforma Tributária – O que muda para o produtor rural”. O especialista abordou os pontos que vão impactar o produtor na reforma que vem sendo discutida no Congresso Nacional. Para Gonçalves, a necessidade de mobilização no setor rural é urgente. "Estamos acompanhando atentamente as mudanças em curso no Congresso Nacional e a angústia cresce ao ver como isso impactará diretamente os produtores rurais. É essencial que nos mobilizemos em massa para garantir que nossos interesses sejam representados nesse momento crítico de regulamentação", observou.


Para o CEO da Affectum Agro, a aprovação dessas novas regras terá um impacto profundo e duradouro sobre o setor, afetando as vidas dos produtores e contribuindo para a sustentabilidade do Estado. “Esta é uma janela de oportunidade única e é vital que a aproveitemos para nos organizar e adotar medidas necessárias antes que as novas regras entrem em vigor. Se não agirmos agora, os custos e ônus para nos adaptarmos às mudanças futuras serão muito maiores. Temos um prazo de um a dois anos para nos prepararmos adequadamente. Portanto, é fundamental que direcionemos nossos representantes para defender nossos interesses no Congresso, garantindo que as novas regulamentações reflitam as necessidades e realidades do setor rural", destacou.


Dando continuidade aos assuntos debatidos pela manhã, o tema “A genética como propulsora de lucratividade e ferramenta de escala no negócio pecuário” foi apresentado pelo proprietário e gestor na Fazenda Esperança, Raphael Houayek. O criador acredita firmemente na genética como um propulsor de lucratividade na pecuária. "Em nossa propriedade implementamos esse conceito e nos dedicamos a levar essa informação para outros produtores, democratizando tanto a genética quanto nosso conhecimento. Acreditamos que é possível dar escala ao negócio pecuário através da genética", salientou.


Houayek reforçou que o termo "escala" é amplamente utilizado por empresários que tratam o negócio com seriedade. "Consideramos essencial trazer essa mentalidade para dentro da porteira. Além dos escritórios de gestão e controle, precisamos de estratégias eficazes. É crucial pensar no negócio de forma holística para que ele cresça e se adapte às exigências atuais do mercado. Nosso objetivo é transformar a percepção dos produtores, mostrando que a aplicação de estratégias empresariais na gestão da pecuária pode levar a um crescimento significativo e sustentável", frisou.


A terceira palestra do Ciclo do Crescimento foi realizada pelo médico veterinário Jacques Leston, inspetor Técnico da ABHB, e gestor de Pecuária na Agropecuária Dom Vitor. Ele abordou o assunto “Raça Hereford como ferramenta de incremento de produtividade e agregação de valor”. Explicou que, no cenário mundial, a raça destaca-se por suas qualidades excepcionais. No Brasil, os rebanhos mais significativos estão no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná. Além dessas regiões, a raça tem sido amplamente utilizada em cruzamentos no Brasil Central e no Norte. "Mas por que essa disseminação tão ampla? A raça oferece uma série de benefícios e características que incrementam o negócio pecuário. Entre essas qualidades, destacam-se a performance, fertilidade, precocidade, longevidade, rusticidade, eficiência de conversão, alto peso, rendimento de carcaça, qualidade de carne e docilidade", exemplificou.


Leston avaliou que, entre todas essas qualidades, a performance, docilidade e eficiência de conversão são especialmente notáveis. "A qualidade da carne é uma característica excepcional inerente às raças de origem britânica. No entanto, a eficiência na conversão de pasto em carne faz desta raça uma escolha imbatível. A docilidade também é uma característica muito importante e desejada nos sistemas pecuários modernos, sendo altamente transmissível", pontuou.


Finalizando o Ciclo do Crescimento, o médico veterinário e agropecuarista Bruno Bangel, proprietário da Bangel Expertise Pecuária, falou sobre o tema “Biotecnologia da reprodução e o potencial para o melhoramento do rebanho”. Disse que a preocupação com o negócio do produtor rural vai além das técnicas de criação. A chave é encontrar maneiras de aumentar a lucratividade e diversificar as fontes de renda dentro das fazendas. Um dos aspectos que tem ganhado cada vez mais importância é a questão comercial: ajudar o produtor a vender seus produtos de maneira mais eficaz e a acessar mercados diferenciados", colocou.


Bangel explanou que a cria é a base da pecuária, suprindo todos os elos da cadeia produtiva. "O objetivo é produzir terneiros pesados, padronizados e bem nutridos. Esses são os animais que o mercado demanda: terneiros com bom acabamento, em excelente estado sanitário e com um padrão de qualidade elevado em todas as raças. A produção desses terneiros de alta qualidade começa com a técnica de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), aplicada em primíparas, ou seja, vacas que estão no seu primeiro ciclo de reprodução. Esses terneiros são criados em campo nativo, o que garante a rusticidade e adaptabilidade dos animais, características valorizadas pelo mercado", explicou.


Nos intervalos das palestras também foram apresentados Pitchs de Negócios das empresas parceiras da Nacional.

Comments


bottom of page