top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Cresce em 45% número de participantes em eventos do Cavalo Crioulo nas regiões de expansão


Como um dos objetivos que norteiam atualmente a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), o trabalho na região de expansão - também nomeada como região 8 - conquistou importantes resultados para o crescimento da raça pelo Brasil. Em 2023, houve um aumento de 45% no número de participantes em provas oficiais e não oficiais realizadas nos Estados fora da região Sul.


No total, foram 3.727 participações de Cavalos Crioulos em eventos de diferentes modalidades que percorreram 35 municípios de nove Estados brasileiros: São Paulo, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Maranhão, Goiás, Distrito Federal e Bahia. Acréscimo que foi acompanhado de perto pelo time de analistas que atuam diretamente nessas regiões. Conforme o gerente de Expansão da entidade, Gérson de Medeiros, o ano foi marcado por novas parcerias além da intensificação das já concretizadas abrindo novas fronteiras. “As provas esportivas são nosso foco na região 8, na qual conseguimos apresentar a raça para as regiões que estamos trabalhando nesse projeto. Mapeamos regiões com grande potencial e iremos fazer um trabalho focado nelas neste ano. Nós temos um grande produto em mãos, nosso cavalo tem um potencial gigante de adaptação nos quatros cantos do Brasil, tentamos sempre inseri-lo da melhor forma”, observa


As conquistas evidenciam o trabalho de inserir cada vez mais usuários e fomentar as provas, sejam elas exclusivas ou inter-raças, de diversas modalidades esportivas nas quais o Cavalo Crioulo se insere. Por exemplo, dos mais de 3,7 mil participantes do ciclo, 2,4 mil marcaram presença em provas oficiais (18% a mais que no ano anterior) e outros 1,3 mil foram registrados em eventos ainda não oficiais (262% a mais que no ano anterior), mas que entram no radar da ABCCC para o futuro, como incentivo à entrada de novos usuários. Seguindo no desdobramento dos números, entre os estados que receberam disputas oficiais, destacam-se em crescimento Minas Gerais (457%), Bahia (53%), Goiás (44%), São Paulo (23,5%) e Mato Grosso (9%).


Além do panorama geral, alguns detalhes reforçam o retorno positivo do investimento da região de Expansão. Em eventos de grande porte, como foi o caso da Final do Circuito Norte do Mato Grosso, que obteve recordes de participantes, com mais de 120 laçadores presentes, além de agenda com Morfologia, Doma e Etapa Um Ano de Freio. Núcleos com programação intensa, como foi o caso da Associação de Criadores de Cavalos Crioulos do Distrito Federal, em Brasília, que realizou um expressivo total de 19 eventos neste ano. Outros organizadores locais também foram reconhecidos, como foi o caso do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos Integração Norte do Mato Grosso, premiado durante a 1ª Convenção de Núcleos pelo maior número de participantes em provas do Crioulaço no período. Ainda no universo dos laçadores, veio do estado de São Paulo a cabanha mais pontuada no esporte: Fazenda Faria, de Piedade, Cabanha Laço de Ouro 2023.


E, por fim, também os expressivos resultados da parceria entre o Cavalo Crioulo e a Liga Classe A (LCA), que em oito meses de aproximação já movimentaram mais de mil participantes em 15 provas realizadas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Rondônia, Goiânia e Distrito Federal. Desde maio de 2023 foi firmada esta parceria com a organização, criada para unir e fortalecer os competidores do laço comprido no país. Entre conjuntos que formam duplas para a modalidade, além do Laço Criador, a soma fecha em 1.036 participantes, levando visibilidade em provas inter-raças e mostrando as características da raça Crioula em ambientes cujas portas foram abertas pela LCA.


O resultado positivo, segundo Medeiros, não poderia ser diferente. “A Liga LCA é uma fomentadora da modalidade do Laço Comprido. Essa modalidade é a que mais movimenta cavalos no país, e a parceria vem engrandecer nosso fomento. No primeiro semestre alcançamos mais de mil conjuntos em Crioulaços onde a liga é parceira. Com certeza temos planos de andar juntos e abrir novas porteiras pelo Brasil afora”, explica.


Foto: DC Fotografias/Divulgação

コメント


bottom of page