top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Especialistas apostam alta de preços no mercado pecuário para a próxima temporada


A SIA, Serviço de Inteligência em Agronegócios, realizou na noite desta segunda-feira, 8 de maio, o evento online “Lucro & Pasto”. A live, feita pelo canal da SIA no YouTube, trouxe para o debate o tema dos desafios atuais da pecuária, que vem tendo altos custos e uma queda de mais de 20% no valor pago pelo boi gordo em pouco mais de um ano.


Com a participação do gerente Técnico da SIA, Armindo Barth Neto, e do gerente regional da consultoria no Paraná, Juarez Tomazi Filho, o objetivo foi apresentar segredos de como montar uma pecuária lucrativa e blindada dos ciclos de alta e baixa da pecuária. De acordo com Barth Neto, a grande questão é sobre o ciclo que entrou em baixa no momento após uma grande arrancada de um preço no ciclo anterior. “Estamos vivendo este ciclo de baixa e está tendo uma grande oportunidade de poder, especialmente quem trabalha com recria, engorda e terminação, de poder comprar animais que há dois anos estavam 40% mais caros do que estão agora. E estamos chegando ao final deste ciclo de baixa”, projetou.


Para o especialista, o grande indicativo é o abate de fêmeas ocorrido nos últimos meses. “Em Mato Grosso temos um grande número de fêmeas abatidas pelos frigoríficos e que passou o número de machos. Então isso ajuda a forçar o preço para baixo com a grande oferta no número de animais e isso às vezes desestimula, mas pelo contrário, pois teremos menos ventres parindo e quando chegar no ano que vem teremos menos terneiros sendo desmamados, que vai começar a puxar o preço do terneiro e na sequência vai puxar o preço do boi gordo. Não tenho dúvida que em 2023 e 2024 vamos viver este ciclo de alta na pecuária”, destacou, acrescentando que o grande momento de fazer os investimentos são nos ciclos de baixa.


Tomazi Filho falou que o principal desafio é entender a construção do uso de tecnologias e inovações na propriedade. “Falamos em mudar, intensificar e aplicar a tecnologia e já quer aplicar dentro de casa naquele momento. O ideal é entendermos que tem um passo a passo para ser construído dentro de casa. Por exemplo, é diferente uma tecnologia de uma inovação. Pode ser inovador você manejar bem a sua pastagem, aumentando a capacidade de lotação sem precisar adubar no primeiro momento, diferente de entrar adubando com um investimento alto e não conseguir acertar o manejo desta pastagem”, observou.


A SIA vem trabalhando para levar a mensagem destas mudanças na pecuária por meio de cursos e treinamentos. Um deles é o treinamento Lavoura de Carne que já trouxe resultados para os participantes da primeira edição. A segunda turma, com quatro aulas virtuais, já está com inscrições abertas e mais informações podem ser obtidas pelo site https://siabrasil.herospark.co/lavoura-de-carne2 ou pelo Instagram @sia_agroegocio.


Comments


bottom of page