• AgroEffective

Frigoríficos parceiros do Programa Carne Pampa mantêm ritmo de produção


Apesar do cenário turbulento e de incertezas que o Brasil está enfrentando devido à pandemia do Coronavírus (Covid-19), o agronegócio continua trabalhando vigorosamente para garantir o abastecimento de alimentos na mesa dos brasileiros. São nas fazendas, associações de raças e indústrias frigoríficas que os responsáveis desses processos estão trabalhando unidos em prol de uma única missão: manter a cadeia produtiva em movimento e fornecer carne de qualidade com garantia de procedência. Anita Caino, responsável por acompanhar e supervisionar todo o processo de certificação na unidade do Frigorífico Silva, em Santa Maria (RS), destaca a importância de continuar com o trabalho dentro da indústria. “Fazemos parte de um dos elos da cadeia produtiva da carne bovina e somos responsáveis por garantir que não falte alimento para as pessoas, por isso vamos seguir com o compromisso de produzir alimentos seguros e de qualidade”, afirma, acrescentando que a indústria está tomando todos os cuidados necessários e medidas preventivas para que a equipe consiga exercer as suas funções com total segurança. “Estamos recebendo todo o suporte do frigorífico, bem como da ABHB e esperamos que este tempo difícil passe e tudo se normalize”, completa. Mauricio Marangoni, certificador no Frigorífico Verdi, localizado em Pouso Redondo (SC), conta que a situação por lá não é diferente. Apesar dos cuidados redobrados, a indústria segue mantendo seus abates diários para que o abastecimento de carnes seja contínuo. “Com certeza nossa saúde deve estar sempre em primeiro lugar, neste momento os cuidados são ainda maiores. Realizamos diariamente os procedimentos necessários para a nossa proteção antes de trabalhar. O Brasil vem passando por uma situação complicada, é de extrema importância mantermos o nosso ritmo para não reduzir ainda mais o fator econômico”, destaca. O vice-presidente da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), Eduardo Eichenberg, reconhece o empenho de todos os envolvidos pela manutenção dos trabalhos, em especial dos certificadores do Programa Carne Pampa, que são as pessoas fundamentais neste processo para garantir toda a qualidade e diferenciação que esta carne tem. "Todo o processo começa nas fazendas, na genética, na criação e terminação desses animais que vão acabar no frigorífico e passam pelo rigoroso processo de certificação dos certificadores da ABHB que vão garantir a qualidade da carne que chega ao consumidor", observa. Eichenberg salienta também que as propriedades e os pecuaristas seguem trabalhando, a indústria continua processando a carne e na sequência o varejo garante que haja o fornecimento de alimento para toda a população. "Estamos passando por um momento difícil, com uma série de restrições, mas a garantia alimentar está assegurada. Estamos tomando as medidas necessárias para garantir aos colaboradores toda a segurança de modo que os trabalhos sigam acontecendo e a carne, principal fonte de proteína, esteja na mesa do brasileiro e dos mercados que compram o nosso produto", ressalta. Atualmente o Programa Carne Pampa da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), conta com sete técnicos certificadores. São eles: Anita Caino, Noemi Buenno, Gabriela Dias e Emeli Almeida, do Frigorífico Silva; Mauricio Marangoni, do Frigorífico Verdi; Gabriela Marcos, do El'Golli; e Andresa Pacheco, do Novicarnes. Foto: Fernanda Duarte/Divulgação

RELEASES

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • SoundCloud - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco