• AgroEffective

Genética da Conexão Delta G se destaca em centrais de inseminação


O reconhecimento das centrais de inseminação na contratação de touros é um motivo de satisfação ao pecuarista. Animais que são adquiridos pelas empresas de genética têm lotes de sêmen disponibilizado aos compradores interessados. Neste quesito, o touros de integrantes da Conexão Delta G vem ganhando destaque. Atualmente, conforme o último sumário da entidade, 41 animais das raças Hereford e Braford de seleção de criatórios associados estão em centrais.


Conforme o presidente do Conselho Técnico da Conexão Delta G, Bernardo Pötter, todos estes exemplares são oriundos do programa da entidade e são superiores em avaliação genética. "Quando os touros da Conexão Delta G chegam nas centrais de inseminação, já estão provados em vários rebanhos diferentes, o que confere uma alta confiabilidade às avaliações genéticas dos reprodutores. Se um touro da Conexão chega a ter sêmen comercializado em uma central, é porque realmente foi testado e teve seu valor genético comprovado como superior em condições de produção à campo", destaca.


Os animais são oriundos do programa Touro Jovem, realizado pela entidade e que se utiliza de rigorosos critérios de seleção. A Conexão Delta G segue um rigoroso processo de seleção, que leva em conta a avaliação de 21 características de real importância econômica. As etapas do programa de melhoramento genético da Conexão Delta G passam pelas identificação dos animais, manejo dos animais, coleta de dados, avaliações genéticas multi-raciais, seleção dos animais e planejamento dos acasalamentos.


Para a presidente da Conexão Delta G, Patricia Wolf, em um mercado crescendo cerca de 20% ao ano como o brasileiro, é de extrema importância que se tenha cada vez mais foco no objetivo de seleção. "A IATF faz a demanda por sêmen de custo acessível mas o produtor não abre mão da escolha de reprodutores de grande potencial produtivo. Nossos touros se destacam nas centrais pelos resultados que os clientes verificam em seus rebanhos", observa.


A principal característica dos touros dos associados da Conexão Delta G é de fornecer genética para a produção de novilhos e terneiros que serão terminados para a obtenção de carne de qualidade.