top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Inclusão de Ouro celebrou a superação na pista do Cavalo Crioulo


O silêncio vindo das arquibancadas lotadas na arena do Cavalo Crioulo, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), marcou a realização do Inclusão de Ouro 2022 neste sábado, 24 de setembro. O respeito demonstrado pelos amigos, familiares e integrantes da comunidade crioula foi apenas um dos componentes da festa organizada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC).


Antes do início de cada percurso, os competidores foram apresentados ao público com um pouco de sua história. Em pista, foram vistos ginetes com paralisia cerebral, síndrome de Down, restrições motoras de nascença ou por acidente. A emoção em ver a superação dos participantes vinha em forma de aplausos ao fim de cada performance.


Os atletas que mais pontuaram foram Márcio de Azevedo Velho montando Balaço 17 do Liscano, na categoria Força C que foi a novidade deste ano contando com ginetes com nível iniciante de equitação. Já na Força B, o destaque ficou com Marilin Zella e o cavalo Desenhado da HMP. Já o vencedor na Força A foi Itano Kelvin Pereira Figueiredo, que montou El Barquero 33 Chubut.


A coordenadora da Subcomissão do Inclusão de Ouro, Josilene Martins, disse que faltam adjetivos para descrever toda a emoção desta prova que começou com duas pessoas e hoje chegou em uma final com 18 participantes, “sem intercorrências”. Salientou que no total foram atendidas 24 pessoas com condições de terem participado neste sábado. “O Inclusão mostra, com a Força C, que veio justamente para incluir, pois a ideia é oportunizar. Estou muito feliz, fechamos com chave de ouro”, destacou, ressaltando a grande evolução do pessoal que está treinando.


Foto: Felipe Ulbrich/Divulgação

Comments


bottom of page