• AgroEffective

Médias da temporada de primavera devem crescer 20% em relação ao ano passado


Passada a Expointer, a atenção dos pecuaristas se volta agora para a Temporada de Primavera da Pecuária, tradicional período de vendas do setor. Pelo Rio Grande do Sul, serão realizados diversos remates que ocorrerão em Expofeiras e leilões particulares. E a expectativa é de um aumento nas médias em pelo menos 20% sobre os valores do ano passado.


A estimativa é do leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva. Esta avaliação remete aos leilões realizados nos últimos dois meses, onde houve grande busca por animais das variadas raças europeias e sintéticas trabalhadas pelos criatórios gaúchos. “Nos últimos 60 dias nos mostrou uma alta demanda não só por machos mas por fêmeas. A estimativa que mantemos é de 20% a mais em médias em relação ao ano passado”, salienta.


A equipe comercial da leiloeira esteve revisando os lotes e participando de dias de campo pelo interior nas últimas semanas. Conforme o dirigente, a qualidade genética traz otimismo de sucesso para a temporada. “Todos os nossos leilões de bovinos estamos muito entusiasmados e cheio de expectativas, tivemos oportunidades de revisar todos os animais das propriedades e acreditamos que estão todos com uma qualidade e uma apresentação bem superior aos anos anteriores”, ressalta.


O primeiro leilão será o da GAP Genética, de Uruguaiana (RS), no próximo dia 18 de setembro, considerado um balizador da temporada em termos de preços. Na sequência, acontece o Selo Racial, comandado pela Cia. Azul, também do município da Fronteira Oeste gaúcha, nos dias 23 e 24 de setembro. Já em outubro serão quatro leilões, começando pela Santa Tereza, de Camaquã (RS), no dia 5, Bela Vista, de Santana do Livramento (RS), dia 12, Aurora, de Uruguaiana, dia 15, e Santo Izidro, de Dilermando de Aguiar, dia 21.


Foto: Paulo Renato Pinheiro/Divulgação