top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Freio Jovem do Cavalo Crioulo define vencedores do ciclo em oito categorias


Depois de quatro dias de provas no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), o ciclo do Freio Jovem, modalidade da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) que reúne crianças e adolescentes, se encerrou na tarde deste domingo, 23 de outubro. Foram definidos os vencedores em oito categorias com um total de 125 competidores, o que representou um crescimento de 36% de crescimento frente ao ano anterior.


Na categoria Infantil A, a vencedora no Feminino foi Maria Eduardo Lequizano Cezimbra, montando a égua Imperial da Água Luna. No Masculino, quem melhor pontuou foi Luciano Daboit Azevedo, com Criminosa do Capão da Raia. Já na categoria Infantil B, em primeiro lugar no Feminino ficou Rafaela Gonçalves da Silva Silveira, montando Lucro Certo da Charqueada. No Masculino, o ouro ficou com Caetano Massarotto Gonçalves e o cavalo Imperador da Tradição.


No Juvenil Feminino, a ginete Laura Vencato fez dobradinha no pódio: ouro com Las Callanas Neste Eu Vou e prata com Jundiá do Canto do Mato Grande. E no Juvenil Masculino, o ouro foi para Davi Alano Souza Fernandes, montando Alcapone de Santa Thereza. Já entre os mais velhos, integrantes da Categoria Júnior, no Feminino o ouro foi para Elisa Carvalho dos Santos e o cavalo Mandinga Membrillo. No Masculino, o conjunto que mais pontuou foi formado pelo ginete João Victor Casagrande e a égua Canhafé Jade.


Fernando Gonzales, vice-presidente de Provas Esportivas da ABCCC, avaliou a final como de grande sucesso multifatorial. “O resultado em pista é relativamente fácil, a organização da casa permite muito bem a competição dentro da pista, mas a gente acredita que o entorno é tão importante quanto. As famílias estão gostando, as pessoas não estão com pressa de ir embora, o nível de satisfação é alto, a energia, que é difícil mensurar, mas a gente sente, é positiva”, disse ele.


Gonzales também falou sobre a participação inédita de sete ginetes uruguaios. Eles vieram com uma amizade muito grande, com nível técnico altíssimo e botaram uma pimenta a mais na prova. “Isso comprova que o entorno do cavalo não tem fronteira, não tem limite. É uma questão de sotaque, de língua, mas dentro da pista somos todos iguais e a ABCCC está de parabéns por pensar assim”, salientou o dirigente. Dentre os ginetes da delegação, o melhor colocado foi Felipe Bancheiro com a égua Poral Milonga, que ficou em segundo lugar na categoria Júnior Masculino.


Os jurados que estiveram de olho nos jovens ginetes e seus cavalos foram Francisco Fleck, Luis Gustavo Camargo e Santiago Schiavo, responsáveis em avaliar o desempenho das categorias Infantil Feminina A e B, Infantil Masculina A e B. Já na categoria Juvenil Feminina e Masculina, os jurados foram Manoel Gonçalves, Fernando Horst e Roither Barzan. E na Júnior Feminina e Masculina, os jurados foram Douglas Gonçalves, Daniel Rossato e Flavio Piegas. Os resultados completos podem ser conferidos no site da ABCCC em www.abccc.com.br.

Confira o resultado


Categoria Infantil Feminino A

Imperial da Água Luna

Ginete: Maria Eduarda Leguizano Cezimbra

Santa Vitória do Palmar - RS


Categoria Infantil Masculino A

Criminosa do Capão da Raia

Ginete: Luciano Daboit Azevedo

Caxias do Sul - RS


Categoria Infantil Feminino B

Lucro Certo da Charqueada

Ginete: Rafaela Gonçalves da Silva Silveira

Jaguarão - RS


Categoria Infantil Masculino B

Imperador da Tradição

Ginete: Caetano Massarotto Gonçalves

Pato Branco - PR


Categoria Juvenil Feminino

Las Callanas Neste Eu Vou

Ginete: Laura Martinez Vencato

Jaguarão - RS


Categoria Juvenil Masculino

Alcapone de Santa Thereza

Ginete: Davi Alano Souza Fernandes

Bagé - RS


Categoria Júnior Feminino

Mandinga Membrillo

Ginete: Elisa Carvalho dos Santos

Jaguarão - RS


Categoria Júnior Masculino

Canhafé Jade

Ginete: João Victor Casagrande

Pato Branco - PR


Fotos: Giácomo Góes/Divulgação

ความคิดเห็น


bottom of page