• AgroEffective

Rio de Janeiro estreia no circuito das morfologias passaporte


O crescimento da raça no centro do Brasil é cada vez mais comprovado. Ao logo dos últimos anos, criatórios vem surgindo nos mais diversos estados da federação, como Goiás, Mato Grosso, Sergipe e também nos campos do estado do Rio de Janeiro.

Entrando em conformidade com a grande demanda de cavalos entrando na região, que cresce cerca de 20% ao ano, o número de eventos também teve de acompanhar o ritmo da criação.

Foi com esse cenário que a cidade turística de Petrópolis recebeu a 1ª Morfologia Passaporte do Rio de Janeiro, promovida pelo Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do estado (Crioulorio). A disputa foi realizada entre os dias 2 e 3 de maio no Parque de Exposições do município, durante a Petrópolis Rural.

O julgamento da mostra ficou a cargo do criador e técnico credenciado à Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Luiz Francisco de Quadros Leite, que teve a missão de definir os quatro exemplares (dois machos e duas fêmeas) que defenderão a região na grande final do Campeonato Nacional de Morfologia. No total, 49 animais (42 confirmados e sete incentivos) entraram em pista durante os dois dias de julgamento.

Para Leite, o grande destaque do evento foi a cooperação e entusiasmo dos criadores locais, que se emprenharam para fazer um grande evento. “Temos uma gama imensa de novos criadores aqui na região e é incrível o empenho em fazer uma estreia de tanta qualidade quando esta”, diz o jurado.

Entre os criatórios participantes, grande maioria fazer parte do próprio Rio de Janeiro, além de representantes de São Paulo. “Isso é sinal da grande evolução do Estado no cenário da raça e o quanto ainda os criatórios daqui podem crescer. O movimento na região é muito importante, pois é um dos grandes palcos para o crescimento do cavalo Crioulo”, coloca o criador paulista e representante da diretoria da ABCCC, Onécio Prado Junior.

A disputa contou ainda com a supervisão do inspetor credenciado à ABCCC, Heitor Creiuche Coelho.

Definidos mais quatro finalistas

Os julgamentos da raça foram um grande atrativo da feira. “É bom o quanto vemos de interessados em saber mais sobre nosso cavalo”, coloca o criador paulista Carlos Piegas. Dividindo a pista com outras raças, o Crioulo pôde mostrar sua conformação e beleza, despertando interesse na feira.

Os dois destaques da prova ficaram por conta de um único criatório: A Fazenda Boqueirão, de propriedade de Luiz Carlos Araripe Junior. O criatório carioca garantiu duas vagas na final do campeonato: a Grande Campeã LAA Alegra e o Melhor Exemplar da Raça, RZ Taco da Carapuça. “Estamos muito felizes com este resultado. Não era o que esperávamos, mas com certeza era o que almejávamos”, conta Araripe.

Além da dupla, a égua VV Xiquita e o garanhão Galanteo da Matarazzo completam o time de habilitados à Expointer 2014.

Para o presidente do Núcleo Crioulorio, Márcio Farias, a região está muito bem representada. “Foi um grande julgamento, muito justo. Estamos muito felizes e esperamos seguir promovendo cada vez mais eventos para o crescimento da nossa raça”, diz Farias.

O circuito da Morfologia 2014 segue no Rio Grande do Sul, com disputas em Bagé/RS (8 e 9/5), Pelotas/RS (15 6 16/5) e depois chega ao Paraná, na cidade de Pato Branco/PR (29 e 30/5). A modalidade tem o patrocínio máster da Vetnil e apoio da empresa Supra.

Confira os resultados

Fêmeas

Grande Campeã – Campeã Égua Adulta

LAA Alegra, filha de Agua de Los Campos y Maquena Criterioso e Boa Ideia da Quinta; criador e expositor Luiz de Alencar Araripe Junior, Fazenda Boqueirão, Areal/RJ

Reservada Grande Campeã – Campeã Égua Menor

VV Xiquita, filha de BT Delantero e VV Serena; criador Victor Inárcio Volkweis e expositor André Luis Vaz machado e Érica Assunção, Cabanha Don Diló, Rio de Janeiro/RJ

3ª Melhor Fêmea – Reservada Campeã Égua Adulta

Milonga Niña do Sombrero, filha Xote do Jundiá e Calandria do Sombrero; criador e expositor José Henrique Galvani, Cabanha Sombrero, Cachoeiras de Macacu/RJ

4ª Melhor Fêmea – Campeã Potranca Menor

LAA Capeta, filha de RZ Taco da Carapuça e Santa Alice Faxina; criador e expositor Luiz de Alencar Araripe Junior, Fazenda Boqueirão, Areal/RJ

Machos

Melhor Exemplar da Raça – Grande Campeão – Campeão Cavalo Adulto

RZ Taco da Carapuça, filho de BT Lamborquine e SJ Milonga; criador Rubens Elias Zogbi e expositor Luiz de Alencar Araripe Junior, Fazenda Boqueirão, Areal/RJ

Reservado Grande Campeão – Reservado Campeão Cavalo Adulto

Galanteo da Matarazzo, filho de Xingú Ibiá e Cobiçada do Barulho; criador e expositor Jayme Monjardim Matarazzo, Cabanha Villa Matarazzo, Amparo/SP

3º Melhor Macho – Campeão Potranco Menor

El Matador Sierra Bessa, filho de Butiá Presidente e Maria Bonita II da Escondida; criador Thor Construtora Ltda. e expositor Condomínio El Matador Sierra Bessa

4º Melhor Macho – Campeão Cavalo Menor

Hijo de Dom Martin da Matarazzo, filho de Viragro Rio Tinto e Adega do Boeiro; criador e expositor Jayme Monjardim Matarazzo, Cabanha Villa Matarazzo, Amparo/SP

Texto: Maysa Maciel/ABCCC

Fotos: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

#morfologia #petrópolis #riodejaneiro #abccc #cavalocrioulo