• AgroEffective

Temporada de outono teve alta de quase 20% para a Trajano Silva


A temporada de outono da pecuária no Rio Grande do Sul foi aquecida para a Trajano Silva Remates. Em quatro leilões realizados no período, o faturamento chegou a R$ 6,023 milhões. O número é 19,5% superior ao de 2013, que foi de R$ 5,041 milhões. Para o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Gonçalo Silva, o resultado se deve a fatores como aos bons preços das commodities agrícolas, especialmente a soja e o milho. Além disso, a diminuição da produção destinada para carne também influenciou os preços nesta temporada. "Nos últimos dez anos não tivemos uma valorização tão significativa quanto em 2014. O produtor começou a receber o preço justo pela qualidade", observa. Para Silva, isso deve estimular os criadores no inverno em investir em pastagens e aumentar a produção e o reflexo deve ser sentido novamente com alta na temporada de primavera. A média nos quatro leilões, dois realizados pela Fazenda King, de São Gabriel (RS), um pela Querência, de Quaraí (RS) e um pela Santo Izidro, de Santa Maria (RS), fechou em R$ 3.198,92 na venda de 3037 animais. De acordo com dados do Sindicato dos Leiloeiros Rurais do Estado (Sindiler-RS), o preço do quilo vivo dos terneiros neste outono chegou a R$ 5,01, o que representou alta em relação à temporada passada, que foi de R$ 4,31 o quilo.

#outono #pecuária #leilão #remate #trajanosilvaremates