• AgroEffective/ABCCC

Final da Campereada deve ser decidida mais uma vez no detalhe


Mais uma vez a final da Campereada da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), que ocorre na tarde de quarta-feira, 2 de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), durante a Expointer, deve ser decidida no detalhe de tempo. No ano passado o trio vencedor ganhou o título com apenas um segundo de diferença. Neste ano, a emoção, conforme os organizadores, deve se repetir.

De acordo com o coordenador da Subcomissão de Campereada da ABCCC, Amilcar Pereira Rego, a perspectiva para este ano é de uma prova acirrada, pois os 25 trios credenciados - 20 titulares e cinco reservas - foram classificados com tempos excelentes. "O pior tempo pouco passa dos dois minutos e meio. Foram classificados os trios que realmente tem bala na agulha para fazer a final. O detalhe é que define o vencedor da Campereada. Qualquer cochilo é decisivo", avalia.

Apesar da hegemonia dos competidores de Julio de Castilhos (RS) nos últimos anos, o coordenador salienta que outros municípios gaúchos também estão revelando bons trios. Isso se deve ao crescimento do interesse dos criadores na modalidade. "O número de etapas classificatórias não aumentou, mas o número de competidores foi considerável", observa.

A competição, que na região sudeste do país é conhecida como Team Penning, consiste em reunir três cavaleiros em uma pista de 80 por 45 metros com dez trios de bois numerados. Os campeiros precisam apartar o lote de bois, conforme o pedido do jurado, e levá-los para uma mangueira. O objetivo é mostrar um pouco do trabalho diário feito pelo cavalo Crioulo. Cada trio de competidores tem até três minutos para executar a tarefa. Vence a prova o grupo que apartar e colocar o maior número de bois na mangueira no tempo determinado.

Foto: Everton Souza Marita/ABCCC/Divulgação

#Campereada #ABCCC #CavaloCrioulo #Expointer #Esteio