• AgroEffective/Trajano Silva Remates

Leilão da GAP Genética alcança R$ 6,7 milhões em vendas


Confirmando as expectativas, mais uma vez o leilão da GAP Genética mostrou que é referência para a temporada de primavera da pecuária gaúcha. Neste domingo, 27 de setembro, a Estância São Pedro, em Uruguaiana (RS), lotou para acompanhar um dos mais tradicionais remates do Brasil, que teve um faturamento de R$ 6,7 milhões, sendo R$ 5,68 milhões na venda de 730 lotes de bovinos das raças Angus, Brangus, Hereford e Braford e R$ 1,01 mil nos equinos da raça Crioula.

De acordo com o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, que conduziu parte das vendas do dia juntamente com Gonçalo Silva, mais uma vez a GAP se destaca mostrando que as vendas no evento anual vão balizar os preços para o restante da temporada. Além disso, o bom momento vivido pela pecuária faz com que haja uma sinalização de alta para o período. "Foi muito acima da expectativa. Isso nos dá muito alento e muito otimismo", ressalta.

Silva também ratifica o trabalho da GAP Genética como um dos maiores referenciais no trabalho com bovinos, fato reconhecido por criadores em todo o Brasil. "Olhando a GAP, o criatório reafirma sua supremacia especialmente no Brangus, mas também com ótimas médias nas outras raças, mostrando que é o maior leilão do Sul do Brasil", salienta.

As médias registradas por raça tiveram o Brangus como grande destaque das vendas com R$ 10,95 mil de média, sendo R$ 5 mil nas fêmeas e R$ 13,63 mil nos machos, seguido da raça Angus, com R$ 9,08 mil - R$ 11,59 mil nos touros e R$ 4,47 mil nos ventres. Já a raça Braford teve média de R$ 8,22 mil com R$ 11,15 mil nos touros e R$ 4,34 mil nas fêmeas, enquanto a raça Hereford chegou a média de R$ 8,13 mil, ficando R$ 9,67 mil nos machos e R$ 4,74 mil nos ventres. No cavalo Crioulo, a média de comercialização foi de R$ 25,49 mil em 37 lotes.

#TrajanoSilvaRemates #GAPGenética #Uruguaiana #Leilão #Remate #Angus #Brangus #Hereford #Braford #CavaloCrioulo