• SLC Agrícola

Projeto em Defesa das Cabeceiras do Pantanal tem nova etapa em Mato Grosso


A SLC Agrícola desenvolve nos meses de agosto e setembro, em Mato Grosso, novas ações dentro do projeto “Pacto em Defesa das Cabeceiras do Pantanal”, desenvolvido pela empresa em parceria com a organização não-governamental WWF-Brasil. Ao assinarem o termo de adesão, todos os parceiros se comprometem a realizar ações de conservação e preservação das águas da área conhecida como Cabeceiras do Pantanal. A iniciativa que também envolve outros integrantes tem como objetivo recuperar 700 quilômetros de rios e, pelo menos, 30 nascentes, de uma área percorrida pelo rio Paraguai e afluentes como Sepotuba, Cabaçal e Jauru. A responsável pelo projeto na SLC Agrícola, Paula Silvério, coloca que ao aderir ao Pacto cada signatário precisa escolher três dos mais de 30 desafios propostos pelo Projeto e que a empresa se comprometeu com Educação Ambiental, Recuperação de Nascentes e a garantia do direcionamento dos recursos disponibilizados para as ações desenvolvidas. Conforme Paula, esse projeto está muito alinhado com a missão da SLC Agrícola que é o “Sonho Grande”, ou seja, o sonho de impactar positivamente as gerações futuras. “A partir do momento em que trabalhamos com educação ambiental dentro das escolas, conseguimos mostrar a importância do indivíduo dentro do contexto das questões ambientais e da sustentabilidade”, afirma, destacando que as escolas onde estão ocorrendo as palestras sobre educação ambiental ficam no Bioma Cerrado e é nos rios dessa região que nascem as águas que banham o Pantanal. Paula defende a necessidade de ser realizado um trabalho contínuo de educação ambiental. Lembra que a SLC Agrícola tem equipe capacitada para levar as informações aos professores que por sua vez irão trabalhar com o tema no dia a dia da escola. “O projeto, dentro da SLC Agrícola tem duração de dois anos, mas acredito que trata-se de uma grande oportunidade para a empresa prorrogá-lo ou mesmo dar seguimento a novos projetos”, observa. Dando sequência ao cronograma deste ano, no dias 26 a 29 agosto ocorrerão palestras sobre Educação Ambiental com a equipe da Fazenda Paiaguás e Recuperação de Nascentes, com Marcelo Linka, coordenador de Lavoura desta mesma Fazenda, em escolas municipais da cidade de Diamantino (MT). Ainda em agosto ocorrerão palestras na cidade de Porto Estrela (MT), com data ainda a confirmar. E em setembro, o trabalho será no assentamento Antônio Conselheiro que abrange os municípios de Tangará, Barra do Bugres e Nova Olímpia.

#SLCAgrícola #CabeceirasdoPantanal #MatoGrosso #WWF