• AgroEffective

Criadores gaúchos estão entre os melhores no ranking supremo da raça holandesa


A Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul (Gadolando) está representada no ranking de Criadores Supremos 2020 pelos associados Fazenda Irmãos Specht, de São Lourenço do Sul, e Granja Tang, de Farroupilha. O título é outorgado aos criadores que comprovadamente possuem um rebanho de Gado Holandês de alto nível de criação, seleção e de manejo.


De acordo com o presidente da Gadolando, Marcos Tang, este prêmio é um orgulho para a entidade, uma vez que reúne todos os requisitos desejados para a raça holandesa que são gado registrado, controle leiteiro e classificação linear sob o ponto de vista morfológico. “Com todas estas ações, o produtor vai se credenciando para este título supremo que é muito difícil de conseguir. A Granja Tang recebe este prêmio pela quarta vez”, destaca.


Conforme Tang, o título Criador Supremo valoriza muito o rebanho dessas propriedades leiteiras e o gaúcho como um todo, assim como o trabalho da Gadolando. “A premiação estimula os criadores a continuarem fazendo bons acasalamentos para terem gerações superiores de fêmeas que se sucedem. Independentemente de exposições, o reconhecimento deve-se realmente ao trabalho feito da porteira para dentro, com muita dedicação”, salienta, colocando que a direção da Gadolando está muito feliz pelas duas propriedades que se enquadraram nos critérios do prêmio. “É uma escolha técnica da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (ABCBRH), através de dados oficiais”, ressalta Tang.


O superintendente técnico da ABCBRH, entidade promotora do ranking,Timotheo Silveira, afirma que a ideia do prêmio de Criador Supremo é encontrar criadores que são exemplos da raça com alto nível de criação. “A Associação mantém como critérios para alcançar um rebanho geneticamente superior à raça o registro dos animais, controle leiteiro e classificação de tipo. Basicamente, para fazer a escolha do criador supremo, mapeamos a constância na produção de animais de genética excelente no rebanho”, explica Silveira, salientando que os animais com as classificações de Muito Bom e Excelente geram pontos para o ranking.


Foram analisados 216 produtores de todo o Brasil e, destes, 21 se tornaram aptos nos critérios para avaliação do criador supremo, estando entre eles os dois vencedores gaúchos. A Fazenda Irmãos Specht obteve uma pontuação média de classificação de 87,6, com 78 vacas aptas e produção média de 15096,9 quilos de leite. Já a Granja Tang, obteve uma pontuação média de classificação de 87,1 pontos, com 56 vacas aptas e uma produção média de 10785,5 quilos de leite.