top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Nova tecnologia apresenta incremento de até 11% no milho paranaense


Os resultados de lavouras experimentais no Estado do Paraná que utilizaram o fitoesterol, produto natural extraído de plantas, para o combate aos estresses abióticos foram positivos aos produtores de milho. Segundo a Elicit Plant Brasil, as pesquisas realizadas em 13 áreas de produtores parceiros trouxeram um ganho de produtividade de 820 quilos por hectare quando comparados às áreas sem o uso da tecnologia, ou seja, 13,6 sacos de incremento por hectare. Isso representa um aumento de 9% no milho no Paraná em relação à áreas que não tiveram aplicação.


Já em áreas de pesquisa, conduzida com quatro parceiros, o ganho de produtividade foi maior, chegando a 11% de incremento, o que dá uma alta de 1,1 mil quilos ou 18 sacos por hectare. Karol Czelusniak, gerente de Desenvolvimento da Elicit Plant Brasil, explica que a tecnologia utilizada apresenta características de promover uma melhor resistência às condições de estresse que a planta sofre no ciclo. “Foi um ano bem chuvoso no Paraná, inclusive com alguma dificuldade de excesso no momento da colheita. Isso demonstra que o Bomafit é um produto que auxilia na situação de estresses abióticos, seja a falta, como ocorreu no Rio Grande do Sul, ou em situações como o excesso de chuva, ajudando a planta a suportar melhor estas condições. Mesmo em condições adversas, as plantas de milho tratadas conseguiram produzir mais”, salienta.


As pesquisas foram conduzidas na região dos Campos Gerais, Ponta Grossa, Guarapuava, e ao Norte, como Londrina.

Comments


bottom of page