top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Vorá Riacho Fundo e Valber Pontes são campeões do Nacional Aberto no Rédeas de Ouro


O caminho da dupla Vorá Riacho Fundo e Valber Pontes Amurim vinha sendo traçado a cerca de três anos, e hoje o momento deles chegou. Em uma prova com exatidão de movimentos, concentração e as notas mais altas da noite, o conjunto alcançou 221 pontos, consagrando-se como campeão na Categoria Nacional Aberta. A dupla que já concorreu em 2020 na categoria, alcançou a mesma média na ocasião, ficando na posição de terceiro lugar [N4] e segundo lugar [N3 e N2]. Destacando a habilidade, Valber destaca o quanto o companheiro de pista apresenta suas qualidades e o quanto o cavalo é especial nesta conquista: “Esse cavalo é especial para mim, só tenho a agradecer em ter esse craque em minha vida. Tenho ele há três anos, já estive muito próximo do pódio, e por um detalhe não alcançamos. Hoje é minha primeira conquista no nível quatro, uma sensação única”.


Na trajetória do colorado salino, também conta com sua participação no 1º Sul-Americano de Rédeas do Cavalo Crioulo em 2018, onde foi conduzido na época por Giovanna Pucci, integrando e representando o time argentino, que levou o segundo lugar da disputa. Filho de Brazão da Roraima e Vorá Kita, o campeão tem como criador Cássio Menarim e atualmente está sob a propriedade de Douglas Marques da Silva Zangrande, de Curitiba, Paraná. O proprietário, aliás, lembra da sua “caminhada” com o exemplar adquirido quando o mesmo tinha apenas dois anos, além de sua genética, já comprovada em outras modalidades da raça Crioula. “Uma trajetória um pouco longa com ele, eu tenho ele desde os dois anos, vem de um criatório renomado, filho de um cavalo três vezes finalista do Freio de Ouro, neto de um Bocal de Ouro, Leco Chico, em 2004”, conta Zangrande.


Douglas ainda lembra do seu amor ao cavalo e conta que esse título era esperado desde o ano passado. “Esse cavalo eu tenho uma relação de muito apego, muito amor, muito afeto com ele. Ano passado a gente teve um percalço no meio do percurso e a gente estava com esse troféu ‘engasgado’ e graças a Deus esse ano a gente fez um projeto, mudamos algumas coisas no meio do caminho e o resultado tá aí. Tô muito feliz, muito agradecido a Cabanha Roraima, pela genética, ao Valber Pontes, médicos veterinários, sou proprietário e ferrador do cavalo, então a alegria não é dupla, tripla, ela é múltipla, fico muito feliz com o resultado de hoje, muito obrigado ABCCC”, conclui o proprietário de Vorá Riacho Fundo.


Na 10ª Edição do Rédeas de Ouro, reuniram-se alguns dos melhores cavalos e competidores de Rédeas do país, na maior Arena Coberta da América Latina, localizada no Parque de Eventos Quielse Crisóstomo da Silva, em Campina Grande do Sul, no Paraná. Tudo isso em um evento expressivo para o Cavalo Crioulo, reunindo mais de 20,0 inscrições nestes três dias de prova. “Todos que aqui estão têm papel importante e muito relevante para nossa raça, fica aqui o agradecimento de coração”, destacou César Hax, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), durante a abertura oficial.


Todos os resultados podem ser conferidos no site da ABCCC em abccc.com.br


Foto: Fagner Almeida/Divulgação

コメント


bottom of page