top of page
  • Foto do escritorAgroEffective

Diagnóstico em tempo hábil minimiza riscos em cavalos de competição


“Quando temos um diagnóstico preciso, correto e em tempo hábil, a chance de minimizar danos e consequências da patologia no desempenho e na vida do cavalo é maior”. Essa afirmação resume a palestra do médico veterinário Pedro Caldas, especialista em clínica e cirurgia equina que esteve na manhã desta terça-feira, 30 de agosto, na Casa do Veterinário, na 45ª Expointer. A promoção é do Sindicato dos Médicos Veterinários do Rio Grande do Sul (Simvetrs), com o apoio do Instituto Brasileiro de Veterinária (IBVET). Apesar de ter seu foco voltado para cavalos de esporte, Caldas afirma que desenvolver um olhar atento para as mais variadas características dos animais, sejam morfológicas ou comportamentais, pode favorecer o manejo de qualquer raça, em qualquer lugar.


Para o especialista, antes mesmo da realização dos exames de imagem tradicionais, o médico veterinário pode antever males como doenças ortopédicas observando os sinais do corpo do próprio cavalo. Expressões faciais, aspecto dos olhos e andadura podem apontar problemas que estejam em fase inicial, antes que se tornem patologias mais sérias e de difícil correção. Essa abordagem, segundo Caldas, pode melhorar a qualidade de vida do equino, reduzir seu tempo de recuperação e, claro, potencializar o seu desempenho, em caso de cavalos de esporte e competição. “Às vezes o veterinário precisa lidar com muitas questões e esquece de estudar o cavalo, não está atento aos sinais e não consegue entender o que ele quer dizer. Precisamos lembrar de que o nosso foco tem que ser o paciente, o animal”, salienta Caldas.


Para o presidente do Simvetrs, João Junior, o objetivo da programação técnica promovida pela entidade é oferecer qualificação aos veterinários, abordando assuntos atuais e relevantes para a profissão. “Queremos aperfeiçoar as habilidades do profissional que já está atuando no campo com palestras de nível elevado, abordando os assuntos que farão diferença no seu dia a dia. Esse é o papel do Sindicato”, afirma.

Comentarios


bottom of page