• Guatambu, Alvorada e Caty

Demanda aquecida gera otimismo para o remate Guatambu, Alvorada e Caty


A demanda aquecida por animais com carne de qualidade, tanto no mercado interno como para a exportação, e a tendência de alta no preço do boi gordo a partir de novembro, são fatores que contribuem para a expectativa positiva em relação ao 47º remate Guatambu, Alvorada e Caty. Os últimos leilões de animais da raça Braford que ocorreram nas regiões de Cachoeira do Sul, Caçapava do Sul e São Borja foram excelentes, com média de preços por cabeça variando entre R$ 11 mil e R$ 12 mil. Isso indica uma tendência muito forte de valorização e de procura pela raça.

O proprietário da Estância Guatambu, de Dom Pedrito (RS), Valter Pötter, destaca que qualquer frigorífico e comprador de gado sabe que existe uma tendência muito forte de alta nos preços do boi gordo a partir do próximo mês devido à falta do mesmo e pela demanda da carne premium. “Existe hoje essa grande diferenciação dos animais com carne de qualidade, animais jovens, das raças britânicas ou sintéticas, com um plus de preço e uma demanda muito aquecida impulsionada pelas compras da China. Isso na nossa região tem um reflexo direto nos negócios”, observa.

Outro motivo para o otimismo em relação ao remate, segundo Pötter, é a previsão de uma primavera com boas chuvas, o que é muito importante tanto para a pecuária quanto para a agricultura. “Os produtores de arroz adiantaram bastante o plantio, uma vez que o clima tem sido favorável, e com isso estarão mais liberados para participar de remates, afirma, salientando também a qualificação da oferta do leilão. Lembra que são vários animais e touros de destaque em provas de produção a campo muito concorridas. “É o único remate que traz para a pista campeões de duas edições da prova da Embrapa/ABHB, 2017/2018 e 2018/2019, tanto Hereford quanto Braford. O leilão terá ainda animais de elite do programa genético da Conexão Delta G, que são indicados para teste de progênie”, ressalta.

O titular da Estância Guatambu afirma que é importante considerar também que os animais a serem ofertados são a nata da produção das três estâncias participantes do remate, com especificações genéticas técnicas e também práticas. “Será possível escolher touros para produção de terneiros, para novilho precoce, e para trabalhar em novilhas jovens, trazendo ao pecuarista uma gama muito grande de opções”, informa, ressaltando ainda as condições inéditas de venda esse ano, como o pagamento em 20 parcelas, um prazo safra bem facilitado, com duas parcelas à vista, e depois o saldo em 30 de abril de 2020, além do frete subsidiado.

Pötter coloca que todos esses componentes de facilidades e de condições trazem uma expectativa de demanda bastante aquecida para o remate. “Estamos com muitas consultas, tanto para machos como para fêmeas. É uma oferta bastante expressiva de novilhas jovens, de 2 e 3 anos, prenhas. Trata-se de uma mercadoria que tem muita procura no momento. Tem muita gente querendo investir na pecuária e precisa de ventre de qualidade”, finaliza.

O 47º remate Guatambu, Alvorada e Caty ocorrerá na Estância Guatambu, em Dom Pedrito (RS) no próximo dia 10 de outubro, a partir das 13h30min. Serão vendidos lotes com 180 fêmeas e 120 touros das raças Hereford e Braford.

Foto: Rodrigo Alves Vieira/Divulgação

#Guatambu #Alvorada #Caty #Leilão #Remate #Hereford #Braford